azlyrics.biz
a b c d e f g h i j k l m n o p q r s t u v w x y z 0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 #

capicua – casa no campo (lp) lyrics

Loading...

[refrão x2 – capicua]
um filho, um livro, um disco, uma árvore, dois amigos
dois umbigos unidos num chão de mármore
quatro tempos, quatro ventos, dentro de quatro paredes
debaixo de um céu de estrelas a nossa cama de rede

[verso 1 – capicua]
eu quero uma casa no campo como elis regina
plantar os discos, os livros e quem sabe uma menina
por mim até podem ser mais, um amor como os meus pais
os dias como os demais, sem serem todos iguais
casa no campo com a porta sempre aberta
deixar entrar amigos, partir à descoberta
ter a minha cama grande, a colcha predilecta
e um cão desobediente em cima da coberta
eu quero uma casa completa, com um pedaço de terra
e com o espaço quero o tempo, adormecer na relva
longe da selva de cimento, eu acrescento
que quero cultivar mais do que mero conhecimento
quero uma horta do outro lado da porta
e quero a sorte de estar pronta quando a morte me colher
quero uma porta do outro lado da morte
e ter porte de mulher forte quando a vida me escolher
quero uma casa no campo que cheire a flores e frutos
a gomas e sugus, a doces e sumos
cozinhar para quem quer comer, comer como sei viver:
com apetite. já disse que não quero emagrecer
comer de colher de sopa, fazer pão, estender a roupa
faço pouco das bocas que dizem para crescer
eu quero rasgar janelas nas paredes cujas pedras
carregar com as mãos que uso para escrever
casa no campo com lareira e fogo brando
que ilumine todo o ano, o sorriso de quem amo
quero uma casa no campo que pode ser na cidade
mas tem de ser de verdade, mesmo não tendo morada

[refrão x2 – capicua]
um filho, um livro, um disco, uma árvore, dois amigos
dois umbigos unidos num chão de mármore
quatro tempos, quatro ventos, dentro de quatro paredes
debaixo de um céu de estrelas a nossa cama de rede

anda viver comigo, colamos o nosso umbigo
e não p-ssaremos frio no nosso lugar estranho (x2)

onde é que aprendeste o que é o infinito?
foi na contracapa de um livro da anita
diz-me qual é o teu perfume favorito
pão quente, terra molhada e manjerico!