azlyrics.biz
a b c d e f g h i j k l m n o p q r s t u v w x y z 0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 #

colletive dreams – tortas lyrics

Loading...

[lourenço]
e quantas vezes, pra pensar à fundo
eu escuto tim maia
você pensa alto eu penso baixo
pra ver o que tem de baixo da sua saia
e tudo encurta…

a sua roupa em vidas
pago os pecados na igreja mas eu tenho várias dívidas
lacoste e um drink de ciroc não falha

tomara que sua roupa caia
mesmo não usando tomara que caia
caia, em cima de mim…
o jeito que ela sabe faz que o mundo desmorone sobre mim

tomado por anjos e demônios
ela vai do céu ao inferno
me mostrando os dois lados do mundo moderno

o mundo gira, e alguns parados eu adiantado
e o colletive dreams impera de um jeito criminalizado
alguns rezam pra ter, como atestado
que a vida cobra e ainda comete atentados

e composições de falsos compositores
enquanto a vida me propõe falsos amores
mulheres deixam dores e comentem blasfêmias
é tipo um avião e eu sou as torres gêmeas

[vaz]

você me entrega flechas, e me prega peças
então me impeça
porque a distância ela causa dores
somos amadores
brigamos por qualquer motivo…

[ponte]
diziam que todas as estradas levam à roma
deve ser por isso que todas as flores tem o seu aroma
(refrão)
você levanta e me deixa sem coberta
diz que você vai embora, que a porta tá aberta
mas antes com seus olhos, como uma flecha, você me acerta
no peito, você faz tudo do seu jeito… (sempre, sempre)

meu amor pra cura da sua saudade, eu sou sua vazcina
mas vê se não vacila
você é minha sina
não se torne -ss-ssina
já me matou uma vez, foi uma chacina
mente vaz-ia, é oficina
você não é professora mas você me ensina
que você é muito mais profunda do que uma piscina
eu não mergulho… no seu orgulho… então me orgulho…

você me pediu espaço
mas não consigo não seguir seus p-ssos
não consigo p-ssar nem um dia sem olhar para seus traços
você está no meu coração como estilhaços
por favor, reate os nossos laços
eu já fumei mil maços
mas continuo aos pedaços
eu sei que sou mais forte do que ouro, diamante, ou aço
mas não importa o que eu faço
o seu abraço…

o seu abraço
é o que me conforta
você não é deus, mas escreve em linhas tortas
me apaixonei pelas suas tortas
pra colher o nosso bem eu plantaria mais de duzentas e trinta e duas mil hortas
de paixão
se não eu acabo em um caixão você é o meu céu

é o meu chão…
mas é areia movediça
eu tento te deixar, mas você me enfeitiça
sempre me disseram, ”cuidado aonde pisa”
eu ignorei, agora só quero ter você, na itália, na torre de pisa
e pedindo de novo, pra ver se o nosso romance, você reprisa…

você me entrega flechas
e eu te entrego flores
então me impeça porque a distância ela causa dores
somos amadores, brigamos por qualquer motivo
mas você é o motivo pelo qual eu me motivo..