azlyrics.biz
a b c d e f g h i j k l m n o p q r s t u v w x y z 0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 #

kacetado skunk – voila lyrics

Loading...

[kacetado]
one blood two clap
two clap one blood
é só thuga life mas não vejo nenhum 2pac
e tu pá? vens fininho big bunnie shy
rapo desde o viris
quando vires
isto é voilá
entao va segue sente o set no k7
isto é só uma introdução, megapack
e toma la
meu rap da tempo pos n-ggas pa crescerem mais
uma beca enquanto esperas traz a tua cota ca
este é o rap do black duo k ?? no mapa k lisa tao crew
tu nem kung-fu nem voodoo
????
inda agora o people viu tu
???

[bob da rage sense]
ok
1 milhão de mc’s só pa 30 microfones
m-ssificação de clones
faz me confundir os nomes
mesmo tema, mesmas dicas, rimam todos iguais
outros partilham flows bro, como se fossem casais
e outros não tem nada enquanto eu tenho 7 mana
ouve bem um flow pra cada dia da semana, (ok?)
não tenho divisões no abdómen
yey tu só p-ssas a vida no gym para aguentares com o teu homem ahhh
lirical psyco entro no teu sonho
mato o beat, ajudo a apodrecer no limbo como syto
onde só vês filmes eu consigo ver arte boy, és burro, eu não!
a diferença faz parte
porque ao contrário de descartes
tu pensas mas não existes
tou com umas ??? mas vá boy não fiques triste
separo o trigo do joio
enquanto esperas pelo bus eu já fui de comboio

[sir scratch]
boy
eu nem sequer fumo mas tou sempre com lume
bom aluno a português n-gga deu nisto
porque eu tou t’apagar
e eu tou te a recitar
com o meu giz
vai-te catar e reciclar o meu lixo
põe o verde no verde e eu ponho o ponto no ponto
tu tira os i’s, tira os beats e pr-nto
acapella tou na street, tou no sweet e faço
onde queiras como queiras da me o sitio e t-sse
boy qual quase faço, deixo-te ensopado
quando cuspo com o kacetado
vejo-te nesse estado
engraçado
intrometido quando eu deixo
tu vives tipo apalhaçado
vamos po circo dar 16
chama o teu elefante ou chama o dog, n-gga
eu chama o skunk e chama o bob, n-gga
chama o resto, eu nem te digo quem chamo
porque eu chamo o sir scratch eu e tu mano-a-mano

[prodigo]
power balance cheio da balanço
põe te manso
no rap tuga nunca vos dei descanso
movimento, eu não danço
com a tua baby, pinanço
sete semanas e meia com ela a afogar o ganso

tas a levar a ferro é só pa te curar a tosse
se não tens pujança então encosta à box
enquanto não me faltar a voz
vou te mandar pa casa tipo ca-ca-carlos queiroz

tavas à espera de rosas saiu te um ganda manguito
tipo comprares um sabonete e surgir grande sh-to
não disse ganda sh-t
foi memo ganda sh-to (sh-t)
larga o favaito
boy, ja estas bonito (tou, tou)

kk ta no beat
dropa a dinamite
só pa abrir o apet-te
prodigo, eu nunca brinco
on fire tipo a a25

[sam the kid]
ayo, bate na madeira
pra quem não queira que eu lhe mate a carreira
num combate, eu trato qualquer hater
como um puto, és gaiato
tens um pato na banheira
um novato bué ingrato
no olfacto
só me cheira a candidato
à terceira divisão
uma puta no formato
interesseira que é barato
e grosseira a razão
tás sem dama que eu engato
to solteira eu sou culpado
e -ssumo que eu lhe bato na traseira
e se o teu beat bomba, o meu beat bazuca
mas quando a cena não bate viras pete tha zouka
agora é moda!! todos pôem um bit de açucar
na morangada pa maia fazer convite
mas’o’que andará nessas cabeças
não eram essas conversas
que tinham, falsas promessas
que dominam quando confessas
que nenhum gig é negável
man pensa no destino
tem juízo e tira o lenço palestino
não prometes maturidade
não és metade do que foi o scratch ca tua idade
não repetes a qualidade
cenas fats da actualidade
não reflectes que eu já tenho maquetes ca tua idade
não te remetes na humildade
já tenho 30
e nasci na zona de marca, como tinta de china
sou nativo de marvila (man!)
a minha voz é sincera
não vou ficar à espera
da nova era
man eu vou é reconstrui-la. (é isto que tu queres?)