azlyrics.biz
a b c d e f g h i j k l m n o p q r s t u v w x y z 0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 #

qua$imorto – aéreo lyrics

Loading...

[verso: fernando vário$ & luiz caqui]
incenso no ar, suor no colchão
no monitor de vídeo um filme de ficção
feliz e o triste são o mesmo ser em colisão
por que tu não me disse que era só ilusão?
como mísseis somos, seres humanos, com planos infalíveis
enquanto isso p-ssam os anos mas não apaga a tinta
o tempo mata e te sufoca mas não apaga a tinta
da mesma forma como nada pagará a vida
aéreo, esconderam o chão ou a queda é alta demais
tempo é ouro, mortais
meu tesouro não encontro se não deixo o cais
então até mais, então até mais
então até logo, breve
sede e fome ao pódio
corre firme enquanto pode
livre, leve, preso ao corpo
choro e vivo
nasço, morro e sinto
volto quando ser e não quanto ter
conto pra você quando chegar lá, o que fazer?
um novo amanhecer renascerá após anoitecer
o que oferecer? se não há nada em ti, nem porquês
porque tanto me pergunto?
a culpa acaricia rodeado pelos vultos
eu me perdi na imensidão de um segundo
quem planta colhe, então cuidado com seus frutos
brincadeira de adultos, guerra de ego
enterraram filhos e construíram prédios
pra todos seus padrões o meu dedo médio
essas falsas relações tem me causado tédio
vasto universo, abençoado seja meu caderno
e toda vida que habita no terreno
só sei que inércia não gera movimento
contrario quando afirmo que o tempo não existe
entendo, tipo, não sou exemplo
so garimpo sample e deixo limpo o templo
teu olhar: contemplo
não ceder: eu tento
não consigo, quero tanto te-lá perto flor
uma pena que pegou fogo
pétalas que se foram
cinzas ao vento se foram
fodo todo jogo, nojo desse fórum
moro que se foda junto com o bozo, chora
quero din no bolso agora
“corre, cara, foge logo!”
cala a boca, sai do calabouço
v á r i o $
qua$imorto