azlyrics.biz
a b c d e f g h i j k l m n o p q r s t u v w x y z 0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 #

3 um só – entre o sonho e a liberdade lyrics

Loading...

(refrão)
entre o sonho e a liberdade eu estou vivendo (eu estou vivendo). a tristeza me invade a alma todo o momento.
entre o sonho e a liberdade eu estou vivendo (eu estou vivendo). mas é a deus que eu entrego todo meu sofrimento.

no sigilo da humanidade o ser humano perdeu a esperança a verdade já foi definida pobres e pretos soma a matança bem-vindo ao precipício ao caos total da burguesia o tempo do medo onde melh-r-s atos é sangue de vitima, o sonho do pais é me ver sem reação só que nessa guerra eu sou a nova atração. aqui meu sofrimento reflete com tristeza a marca da dor e do ódio corre na veia com frieza, cs corrosivo é a febre da favela é o contra-ataque contra os fortes da selva de pedra, coisa de ladrão não é não que a faz só prevalece o crime disso eu não to atrás. olha ai o sangue no chão me diz se existe paz sentimento há será que isso existe? matar pessoas é pior a sua vida se torna triste, esqueça o que p-ssou e seja só um homem livre.

(refrão)
entre o sonho e a liberdade eu estou vivendo (eu estou vivendo). a tristeza me invade a alma todo o momento.
com deus ate na morte você vive.
entre o sonho e a liberdade eu estou vivendo (eu estou vivendo). mas é a deus que eu entrego todo meu sofrimento.

entre o sonho e a liberdade, entre o medo e a coragem minha roupa molhada de lagrima cobre o meu peito e a minha alma pra sonhar com a liberdade tem que ter a razão ou motivo eu sei que a flor é bela, mas ela sempre traz espinhos dolorosos que perfura o meu sentimento, que machuca aqui por dentro que fere a todo momento a lembrança, o p-ssado, o pesadelo acordado meu coração pulsando forte avagaroza batida no peito relembro, entendo as vezes ate compreendo, mas a dor que sinto aqui dentro é que me prende ao tempo. glorias não são frutos da minha historia mortes, derrotas, intrigas e celas são grades que me cercam em rendição ao tempo sou prisioneiro do meu próprio pensamento (pensamento) do meu próprio pensamento (pensamento). drogas, mortes, psicopata loco, doido mente doentia em função do desgosto drama, fatalidade só barbaridade o p-ssado, espelhos e um futuro aprisionado. sonhar com a liberdade quase sempre é impossível vulgar ação do tempo que persegue meu destino, valiosas são as lagrimas que brilha no meu semblante torcer a liberdade como um suspiro forte.

(refrão)
entre o sonho e a liberdade eu estou vivendo (eu estou vivendo). a tristeza me invade a alma todo o momento.
com deus ate na morte você vive.
entre o sonho e a liberdade eu estou vivendo (eu estou vivendo). mas é a deus que eu entrego todo meu sofrimento.

me comove tanta dor estampado em teu semblante uma lagrima escorre no teu rosto nesse instante, só o tempo ensina a esquecer o que p-ssou siga seu caminho na estrada do amor e não a nada nesse mundo que possa te impedir jeová esta contigo você não vai cair, mas na mão do inimigo tua alma corre risco de voltar a ser escravo vê se pensa nisso, agora vejo o resultado de quem viveu acorrentado pra deus ele morreu, pro homem é o condenado, só nos resta dois caminhos essa é a verdade morrer pela justiça ou viver atrás das grades.

(refrão)
entre o sonho e a liberdade eu estou vivendo (eu estou vivendo). a tristeza me invade a alma todo o momento.
com deus ate na morte você vive.
entre o sonho e a liberdade eu estou vivendo (eu estou vivendo). mas é a deus que eu entrego todo meu sofrimento.