azlyrics.biz
a b c d e f g h i j k l m n o p q r s t u v w x y z 0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 #

3030 – above lyrics

Loading...

[refrão – emilia garth]

if you wanna rise above the lights
i can take you higher
say you are afraid but want to fly
relax i’ll guide you

[verso 1 – lk]

eu me ergui de todas as pestes no fim
trajando as roupas que me vestem
e com a armadura que me veste o corpo
a proteção, disposição
minha fé e minha prece em dobro
e firme eu vou, pelo caminho dificil eu vi
que a alteridade pode ser menos ofensiva
querem minha volta pro mundo real
mas caso eu volte eu voltarei de uma forma agressiva
tu gosta disso aqui, quem não quer viver bem
pra ter uma chance não é o acaso, aposta
‘i’m beyond’ do além, flutuando em núvens
onde o intocável por pouco não encosta
vou caminhar no céu sem condição pequena
posso desejar mais se -ssim que quiser na
tua mediocridade minha força é plena
força extrema? sem problema, eu
carrego minha alma onde a calma reina
penso que o imp-sse é minha visão terrena
que tira meu sono e quer me derrubar, mas
posso relevar se eu me livrar da algema
já não tenho com o que me preocupar
se a parte escura do caminho é a que me traz mais fé

[refrão – emilia garth]

[verso 2 – rod]
protegido de todos os males
provido de fé infinita, quase um caçador de milagres
pra te desencorajar tem milhares
cabe a você saber quais opções são as reais e quais são as miragens
eu sigo no que me propus, falta de amor te reduz
meu sangue, suor e lágrimas, pus
sei que a verdade conduz
e vi que, a liberdade vem pra quem a busca na pureza
me livro das correntes que deixam minha mente presa
mesmo que eu não possa ve-las, nem toca-las
o dificil da culpa não é vence-la, é identifica-la
sei disso, vim preparado pro combate e saio impune
tá escrito, dos seus disparos me mantenho imune

[outro – emilia garth]
quando não tem porque nem em quem confiar
olha pra dentro e peça ao céu pra te guiar (peço uma chance)
os desafios na minha vida serão bem vindos (não confio em ninguém)
entre dilemas e problemas todos são vencidos

[refrão – emilia garth]