azlyrics.biz
a b c d e f g h i j k l m n o p q r s t u v w x y z 0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 #

3030 – sistema de burrice lyrics

Loading...

letra de “sistema de burrice” com 3030

[verso 1: lk]
sua alma é ingrata
não entendo essa sociedade retrograda
sistema de burrice, sistema de doença
e não sistema de saúde e nem de educação
já que o pobre enriquece o governante
a dor a industria da farmácia
que o mundo se amontoe em periferia
enquanto esses filha da puta vão comprar um palácio lá em ágraba
nem vem querer me agradar se tu compactua
então suas preces são uma lástima
seu ideal que merece plástica
só derretendo em magma pra renovar o mundo
revolução das máquinas e a involução da compaixão
do valor desconstrução, são páginas
e as mudanças são mínimas
foda se os aristocratas, eu já to marginal
na margem da política moderna
nenhum certo, não tem pec
eu sou tupac pra esses frouxo no boom bap
nós é bomba pra esses fraco
eu to no osso, contra esses contraditório
mano, eu te apresento o poço, tu se afoga
eu ainda falto seu velório
tu se enterra e deixa o dinheiro roubado aqui na terra
enquanto você apodrece
eu distribuo na favela
em um mês resolvo os quatro anos

[refrão: lk]
sigo tranquilão, pensamento longe
eu quero paz sem sujar a mão
meus problema eu deixei no ontem
tô vivendo em outra dimensão
quem pode dizer o que é melhor mim?
o estado não, polícia não
quem pode dizer o que é melhor pra mim?
governo não
foda-se o governo

[verso 2: rod]
luz pela cidade que o bagulho aqui tá feio
eles fala que é local, mas ninguém sabe de onde veio
brasil pátria amada, governo mama nos seios
de todo nosso povo brasileiro
nós que bate a laje, no morro é pouco dinheiro
e eles pensando em lancha pra casa de veraneio
eles formam quadrilha, nós é cego em tiroteio
na terra é viver o receio
e os fins compram os meios
e eu não entendo
a matematica ódio, máquina do pódio, b-n-lização do óbito
pra não falar do óbvio
pensa que as escola é uma bosta de propósito
pra onde vamos nós com esse pensamento sórdido?
na tv só ignorante, bunda grande na transmissão
no morrão vendem ficção
e homens armados pra pacificação
com desfile de arma, fuzil
tipo filme de brasil
mas o ser humano é -ssim
vai valorizar a água só no último cantil
não vai ter outro primeiro de abril
o salário do senado foi pra vinte e nove mil
cheio de revolta eu me sinto vazio
enquanto a igreja governa o rio
(aí roger, explodiu!)

[refrão: lk]
sigo tranquilão, pensamento longe
eu quero paz sem sujar a mão
meus problema eu deixei no ontem
tô vivendo em outra dimensão
quem pode dizer o que é melhor mim?
o estado não, policia não
quem pode dizer o que é melhor pra mim?
governo não
foda-se o governo