azlyrics.biz
a b c d e f g h i j k l m n o p q r s t u v w x y z 0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 #

chico tadeu – estado crítico lyrics

Loading...

[verso 1: chico tadeu]
ilusão que mata , escrava de si mesmo
perigo que conspira para o mundo imperfeito
em sonhos acabados com vidas destruídas
a lágrima que corre , mas não sensibiliza
partidos de guerrilhas armados até os dentes
na pista é correria , asfalto muito quente
fervendo com problemas em ódio alimentado
enquanto um tá no inferno , segue o outro aleijado
golpe de estados , verdades deturpadas
o certo é pelo certo até na vida de errada
utopia acreditar que o seu voto vai mudar
se o dinheiro cala a boca e quando não , manda calar
uma liberdade coberta de valores
por mais um alvará em troca de favores
idosos traficantes , crianças traficadas
o peso do pecado pesa vinte toneladas
filhos matando pais e mãe traindo filhos
a bope sobe o morro com dedo no gatilho
eleições pra presidente , provam toda discrepância
não temos mais medidas pra fugir da ignorância

[refrão 2x]
o ser humano morre , o que não morre são os pensamentos
as pessoas mudam , e o que não muda são os sentimentos
sem voz , sem paz , sem lenço e doc-mento , tá chegando zé , tá chegando o fim dos tempos

[verso 2: chico tadeu]
o enredo ainda é o mesmo e as histórias são iguais
as caras quase as mesmas nas páginas policiais
reformas protestantes , tele jornais , destruição de m-ssa por prêmio n-bel da paz
o racismo , o preconceito e o dialeto da maldade
e arte que difunde latrocínio com amizade
uma janela sempre aberta para uma porta fechada
e uma arma da polícia pra cada boca calada
um eleito pelo povo e outro do burguês
um dia foi comigo e agora , vai é a sua vez
(sei lá jesus pode voltar e tudo acabar)
– não viaja , vai tudo recomeçar !!!
uma notícia deturpada pro doente na calçada
mais um baile proibido e outra droga liberada
uma vela que se acende e outra fé que vai ao céu
o pedido de um amigo por um amigo fiel
uma facção que surge pro menor de atitude
um playboy de bike air e outro rato de kichute
aviões dos traficantes no mesmo banco dos réus
mais um filho dessa pátria feito dentro de um motel

[refrão 2x]
o ser humano morre , o que não morre são os pensamentos
as pessoas mudam , e o que não muda são os sentimentos
sem voz , sem paz , sem lenço e doc-mento , tá chegando zé , tá chegando o fim dos tempos