azlyrics.biz
a b c d e f g h i j k l m n o p q r s t u v w x y z 0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 #

victor haggar – o.k lyrics

Loading...

**o.k**

**aperte o cinto que a viagem vai começar, o.k
liga o nitro quem é que pode nos segurar? o.k
aperte o cinto que a viagem vai começar, o.k
é um -ssalto, ninguém se move mãos para o ar**

*é pique montanha russa, sente o rap na caixa torácica
eis um novo fôlego depois de crise asmática
progressão meteórica, de forma clássica
punho cerrado black panther contra a cruz da suástica

crianças, aprendam que magia não é mágica
burlam a matemática e enganam com seus truques
discurso bem pensado pra manipular as m-ssas
se entupindo de whey, vive exibindo o “muque”

aparências enganam, a morte também sorri
estuprador de jaleco acena pra câmera e ri
pega o preconceito e gira pela teu ânus
vou pagar com ódio bônus toda dor que recebi
faturam cifrões, limitações e enganam multidões
falam que são reis, jogos de xadrez, servem de cavalos , são meros peões
cortando os tendões
eu quero rir dessa safra de otários até me faltar ar dos pulmões

bússola trai, o ego também, vilão e herói, algoz e refém
fica deriva no mar esperando um resgate que com certeza não vem
adapto, rapto, capto histórias, também quero os bens
se não morro só em uma pior, o quase não vence o jogo de ninguém

por que , eu já perdi a conta das facas que já soquei
venha domar o monstro dentro da jaula, ok?
pago o preço das escolhas que farei
pra um dia ter o prazer de dizer “bem que eu te avisei”*

**aperte o cinto que a viagem vai começar, o.k
liga o nitro quem é que pode nos segurar? o.k
aperte o cinto que a viagem vai começar, o.k
é um -ssalto, ninguém se move mãos para o ar**

*conto moedas no bolso, mas penso milhões no banco
tão fácil quanto correr uma maratona de tamanco
combatente com afinco, tipo atleta olímpico
olhar clínico, afinal o tempo é um artista mímico

retina acostuma, escuridão ensina, luz fascina
mas cega se vem de forma repentina
quilômetros a pé, mas focado no rumo
minha fé é matéria prima, sofrimento é supra sumo

caim na pele de abel, nirvana não é babel
expando a visão, calculo a distância do salto rompendo a fronteira do inferno e do céu
desperto do coma induzido, arranco o véu a verdade é feia
mentira alivia o fardo mas é similar com um castelo de areia

vejo a manada, sem direção, vão indo pro abate , buscam a saída
êxito pouco provável, final previsível, mas ninguém revida
a vida se equilibra, faz malabares, complica
a minha insanidade as vezes nem freud explica

extraio a cura do veneno implantado, reclamam do vento fraco raiz superficial
marco um strike, sentimentos são tão fakes, você não é nenhum drake, baixa bola na moral
se definiu pelo que tem em sua conta e se gaba ao comentar qual é o tamanho do seu pau
escolha fácil trajetória ilusória, apanham de palmatória e é trágico teu final*

**aperte o cinto que a viagem vai começar, o.k
liga o nitro quem é que pode nos segurar? o.k
aperte o cinto que a viagem vai começar, o.k
é um -ssalto, ninguém se move mãos para o ar**